Logo PECE. Pular para página inicial
 

Ementa da Disciplina

CódigoATI-025
DisciplinaMódulo XI - Engenharia Financeira na Automação Industrial
ObjetivoMatemática financeira na avaliação de investimentos de capital. Renda econômica e fluxo de caixa: Análise e avaliação de decisões. Riscos. Alavancagem operacional e financeira.
Público_AlvoO candidato deve possuir curso superior completo e interesse voltado para as áreas técnica, científica e administrativo-financeira de Automação de Processos Industriais. Através do MBA de Automação o aluno entra em contato com a tecnologia atual dos Sistemas de Controle, Supervisão e Redes de Automação, tanto a nível de projeto como implementação em campo. Além disso, também recebe conhecimento na parte de Gestão de Projetos, Mercados de Automação, Engenharia Financeira e finalmente no tocante ao Plano Diretor de Automação Industrial - PDAI.
Ementa1. O VALOR DO DINHEIRO NO TEMPO: MATEMÁTICA FINANCEIRA NA AVALIAÇÃO ECONÔMICA DE INVESTIMENTOS DE CAPITAl 1.1 Regime de Capitais. 1.2 Equivalencia . De taxas 1.3 Calculo financeiro 1.4 Custo Capitalizado 1.5 Capitação Contínua 1.6 Planos de Amortização 2. MÉTODOS E CRITÉRIOS DE DECISÃO NA ANÁLISE E AVALIAÇÃO DE INVESTIMENTO 2.1 Valor Presente, TIR, Payback 2.2 Modelo Custo-benefício 2.3Anuidade uniforme 2.4 Alternativas mutuamente excludentes 3. RENDA ECONÔMICA E FLUXO DE CAIXA NA ANÁLISE E AVALIAÇÃO DAS DECISÕES ECONÔMICAS E FINANCEIRAS 3.1 Fluxo de caixa Incremental 3.2 Como montar o fluxo de caixa 3.3 O efeito inflacionário no fluxo de caixa 3.4 Fluxo de caixa livre e avaliação econômica do empreendimento 3.5 Fluxo de caixa dos acionistas 4. PROJETOS DE SUBSTITUIÇÃO E RENOVAÇÃO DE ATIVOS 4.1 Projetos imediatos 4.2 Projetos que podem ser adiados 5. ALAVANCAGEM OPERACIONAL E FINANCEIRA 5.1 Ponto de equilíbrio econômico, contábil e financeiro 5.2 Alavancagem e os seus riscos 5.3 Receita mínima de equilíbrio econômico 6. CUSTO DE OPORTUNIDADE 6.1 Custo médio ponderado de capital 6.2 Custo da dívida 6.3 Custo de capital dos sócios 6.4 Qual o valor do projeto de automação 7. INTRODUÇÃO DE CONTABILIDADE DE CUSTOS 7.1 Custeio variável 7.2 Custeio por absorção 8. RISCO E RETORNO 8.1 Definição de Risco 8.2 Definição de Retorno 8.3 Análise de Investimentos sob Risco
BibliografiaBARBIERI, Carlos . Modelagem de Dados. Rio de Janeiro: IBPI Press, 1994. COSTA, Ana Paula P.Contabilidade Gerencial: Um estudo sobre a Contribuição do Balanced Scorecard - Dissertação (Mestrado) . Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade , FEA/USP, 2001. GITMAN, Lawrence Jeffrey. Princípios de administração financeira. 10 ed. São Paulo: Addison Wesley, 2004. HOPE, J., FRASER, J. - Quem precisa de orçamentos? - Harvard Business Review, Boston, v.81 - n.2 p.82-89 - Fevereiro, 2003. KAPLAN, Robert S. Dos custos à performance. Revista HSM Management, Barueri, São Paulo, março-abril, 1999. KAPLAN, Robert S. & NORTON, David P. Putting the Balanced Scorecard to Work . Harvard Business Review, Boston, pg.134-148, september-october 1993. KAPLAN, Robert S & NORTON, David P. Medindo a prontidão estratégica de ativos intangíveis . Harvard Business Review, São Paulo, pág. 38-49, fevereiro, 2004. KAPLAN, Robert S., NORTON, David P.- The Balanced Scorecard - Measures that Drive Performance - Harvard Business Review, Boston v.70 - n.1 - p.71-79 - jan/feb,1992. KAPLAN, Robert S., NORTON, David P.- Using the Balanced Scorecard as a Strategic Management System - Harvard Business Review, Boston v.74 - n.1 - p.75-85 - jan/feb,1996. KAPLAN, R. S. , NORTON, D.P. - A estratégia em ação - Rio de Janeiro : Editora Campus, 1997. KAPLAN, Robert S. & NORTON, David P. - Having Problems with your Strategy? Then map it. - Harvard Business Review, Boston, pg.167-176, September-October, 2000. KAPLAN, R.S., NORTON, D.P. Organização orientada para a estratégia . Rio de Janeiro : Editora Campus, 2001. KERZNER, Harold. Project Management - a system approach to planning, scheduling, and controlling . New York : Van Nostrand Reinhold, 1992. KRUGLIANSKAS, Isak . Engenharia Simultânea - Organização e Implantação em empresas .Revista Administração, São Paulo, v.28, n.4, p.104-111, out-dez 1993. MAXIMIANO, Antonio C.A. Administração de Projetos - Como transformar idéias em resultados . São Paulo : Atlas,1997 MORAES, Cícero e CASTRUCCI, Plínio. - Engenharia de Automação Industrial . Rio de Janeiro: Editora LTC - 2001 MORAES, Renato de O. Condicionantes de Desempenho dos Projetos de Software e a Influência da Maturidade em Gestão de Projetos. Dissertação (Mestrado)- Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade , FEA/USP, 2004. NEVES, Cesar das. Análise de Investimentos: Projetos Industriais e Engenharia Econômica. Zahar Editores, Rio de Janeiro, 1982. NONAKA, Ikujiro; TAKEUCHI, Hirotaka. Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação .Rio de Janeiro: Editora Campus, 1997. PMBOK - PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE- PMI®. A Guide to The Project Management Body of Knowledge - PMBOK® - 2000 edition - Newton Square, Pennsylvania, USA: Automated Graphic Systems, 2001. SECURATO, José Roberto (organizador). CRÉDITO: Análise e Avaliação do Risco. São Paulo: Saint Paul Editora, 2002. MERCADO FINANCEIRO: E Análise de Investimentos. São Paulo: Saint Paul Editora, 2005. SCHOLTES, Peter R. - Times da Qualidade - Como usar Equipes para melhorar Qualidade - Qualitymark, 1992 - Capítulo 5 e 7. STALK, George, Jr., HOUL, Thomas M. Competing Against Time: How Time-based Competition is Reshaping Global Markets .New York, NY : The Free Press, 1990. STEWART, Thomas. Capital intelectual: a nova vantagem competitiva das empresas . Rio de Janeiro: Campus, 1998.
Duração (h)32
Título Escolha
Imagem do selo de Garantia de Qualidade POLI
Centro de Apoio ao Aluno: atendimento@pecepoli.com.br
Telefone: (11) 2998-0000 Fax: (11)2998-0054
Segunda a sexta-feira das 9h00 às 21h00.
Logo da USP - link externo ©Copyright 2010 PECE - Todos direitos reservados. Logo da Escola Politécnica - link externo