O ciclo total de vida das instalações em atmosferas explosivas - Síncrono/ao vivo - pecepoli

TENHO INTERESSE - Difusão
O ciclo total de vida das instalações em atmosferas explosivas – Síncrono/ao vivo

Pacman


Dúvidas?
Para maiores informações, por favor, entrar em contato com a nossa Central de Apoio ao Aluno:
Atendimento online : de segunda-feira à sexta-feira, das 08h30 às 20h00.
E-mail: atendimento@pecepoli.com.br

Difusão

O ciclo total de vida das instalações em atmosferas explosivas – Síncrono/ao vivo

Este curso visa capacitar os profissionais em relação aos requisitos técnicos normativos e legais, nacionais e internacionais, para a as atividades de fabricação, ensaios e certificação de equipamentos elétricos, eletrônicos e mecânicos "Ex", bem como em relação às normas técnicas sobre procedimentos de classificação de áreas, projeto, montagem, inspeção, manutenção, reparo, revisão e recuperação de equipamentos e instalações industriais em atmosferas explosivas. O curso visa também abordar a normalização internacional das Séries IEC 60079 e ISO/IEC 80079 (e das respectivas Normas Técnicas Brasileiras adotadas das Séries ABNT NBR IEC 60079 e ABNT NBR ISO/IEC 80079) que significativamente contribuíram para a obtenção de uma estratégia de convergência normativa mundial e de promoção global de segurança em instalações com atmosferas explosivas. O referido curso será 100% oferecido como ensino à distância. As aulas serão ministradas de maneira síncrona (i.e., ao vivo) e os alunos serão orientados a ligarem suas câmeras a fim de permitir uma maior integração como turma.

• Carga Horária
36h
• Duração
07 semanas
• 3ª e 5ª- Feiras
18:00 - 22:00
• Início
06/08/2024.

Conteúdo

O Curso de Difusão em “O ciclo total de vida das instalações em atmosferas explosivas” terá duração de 36 horas, sendo realizado as 3ª e 5ª-feiras, das 18h00 às 22h00.

Ementas das Disciplinas

1 INTRODUÇÃO: GASES INFLAMÁVEIS E POEIRAS COMBUSTÍVEIS
    1.1 Conceitos iniciais de segurança e o triângulo da explosão sob o enfoque de instalações elétricas, de instrumentação, de automação, de telecomunicações e de mecânicas em áreas classificadas;
    1.2 Líquido combustível vs. Líquido inflamável;
    1.3 Conceitos de ponto de fulgor, limites inferior e superior de explosividade e temperatura de autoignição;
    1.4 Procedimentos de medição de explosividade e percepção dos perigos;
    1.5 Análises de risco contra acidentes;
    1.6 Procedimentos de liberação de trabalho e emissão de Permissão de Trabalho (PT);
    1.7 Orientações para procedimentos de trabalho em áreas classificadas livres de gases inflamáveis e dentro de espaços confinados contendo gases inflamáveis;
    1.8 Procedimentos de segurança e de evacuação em situação de emergência;
    1.9 Inspeção básica de equipamentos manuais, portáteis e transportáveis elétricos e eletrônicos.

2 CLASSIFICAÇÃO DE ÁREAS
    2.1 Princípios de segurança e objetivos;
    2.2 Conceitos de classificação de áreas;
    2.3 Fontes de liberação em equipamentos de processo;
    2.4 Principais tipos, graus e disponibilidade de ventilação;
    2.5 Procedimentos de classificação de áreas contendo gases inflamáveis ou poeiras combustíveis;
    2.6 Procedimentos de determinação das extensões de áreas classificadas;
    2.7 Normas brasileiras, internacionais, códigos industriais e práticas recomendadas aplicáveis para classificação de áreas contendo gases inflamáveis e poeiras combustíveis;
    2.8 Documentação de classificação de áreas

3 INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTOS COM TIPOS DE PROTEÇÃO "Ex"
    3.1 Conceito e abordagem de EPL (Equipment Protection Level) proporcionado pelos equipamentos "Ex";
    3.2 Principais tipos de proteção de equipamentos "Ex": Definições, conceitos e características principais;
    3.3 Seleção de equipamentos "Ex" e suas limitações de temperatura, marcação, certificação, montagem e testes;
    3.4 Definições de equipamentos de segurança aumentada (Ex "e"), segurança intrínseca (Ex "i"), invólucros pressurizados (Ex "p"), encapsulamento em resina (Ex "m"), equipamentos não acendíveis (Ex "n"), equipamentos com proteção óptica (Ex "op"), invólucros à prova de explosão (Ex "d"), equipamentos imersos em líquido (Ex "o"), equipamentos imersos em areia (Ex "q"), proteção especial (Ex "s"), ambientes protegidos por pressurização (Ex "pv"), proteção para equipamentos mecânicos (Ex "h", Ex "c", Ex "b", Ex "k");
    3.5 Requisitos para seleção e projeto de instalação de equipamentos e os sistemas de fiação;
    3.6 Montagem e testes de circuitos, de máquinas rotativas, de circuitos intrinsecamente seguros, de dispositivos de proteção e de eletrodutos;
    3.7 Separação entre circuitos intrinsecamente seguros e não intrinsecamente seguros;
    3.8 Sistemas de proteção contra centelhamento e sistemas de aterramento;
    3.9 Montagem e testes de equipamentos "Ex" e de dispositivos de proteção elétrica;
    3.10 Documentação requerida para montagem e testes.

4 PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PARA ATMOSFERAS EXPLOSIVAS
    4.1 Seleção de equipamentos "Ex" de acordo com os EPL, Zonas, Grupos, classe de temperatura, temperatura de ignição, influências externas e grau de proteção de invólucros (Código IP);
    4.2 Requisitos de certificação de equipamentos "Ex" pelo Inmetro e para seleção e projeto de instalação de equipamentos com tipos de proteção Ex "d", Ex "e", Ex "n", Ex "i", Ex "p", Ex "t";
    4.3 Dimensionamento de fiação e projeto de sistemas de eletrodutos e acessórios;
    4.4 Requisitos de projeto de circuitos e de instalação de motores em áreas classificadas;
    4.5 Projeto de instalação de circuitos intrinsecamente seguros e separação dos circuitos não intrinsecamente seguros;
    4.6 Projetos de proteção e sistemas de aterramento em áreas classificadas;
    4.7 Avaliação de risco de descarga em enrolamentos de máquinas rotativas - Fatores de risco de ignição;
    4.8 Documentação requerida para projeto de instalações elétricas em atmosferas explosivas;

5 MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS COM TIPOS DE PROTEÇÃO "Ex"
    5.1 Marcação de equipamentos "Ex" para manutenção de equipamentos;
    5.2 Requisitos de manutenção de equipamentos, de circuitos intrinsicamente seguros e de determinação de intervalos e frequência de inspeções;
    5.3 Atendimento das condições específicas para utilização segura na manutenção de equipamentos "Ex";
    5.4 Isolamento, interdição e sinalização de equipamentos e circuitos "Ex";
    5.5 Equipamento apropriado para os requisitos de EPL ou Zona do local;
    5.6 Proteção de juntas de invólucros metálicos;
    5.7 Sistemas diretos e indiretos de entradas de cabos em invólucros;
    5.8 Requisitos de cabos e prensa-cabos para instalação em atmosferas explosivas;
    5.9 Sistemas de aterramento em áreas classificadas;
    5.10 Manutenção de dispositivos de proteção elétrica;
    5.11 Orientação para procedimento de trabalho seguro e fatores de risco;
    5.12 Documentação requerida para serviços de manutenção e de montagem.

6 REPARO, REVISÃO E RECUPERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS COM TIPOS DE PROTEÇÃO "Ex"
    6.1 Instruções para as empresas de serviços de reparo;
    6.2 Requisitos legais para a empresas de serviços de reparo;
    6.3 Procedimentos de reparo indicados pelos fabricantes;
    6.4 Requisitos para reparo, revisão e recuperação de equipamentos;
    6.5 Identificação de equipamentos reparados por meio de marcação;
    6.6 Requisitos para as medições em equipamentos à prova de explosão;
    6.8 Avaliação do sistema de isolamento e reenrolamento de motores "Ex" (Decision Sheet IECEx 2013/006);
    6.9 Registros e instruções de trabalho.

7 EXECUÇÃO DE INSPEÇÕES VISUAIS, APURADAS E DETALHADAS DE EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES EM ATMOSFERAS EXPLOSIVAS
    7.1 Análise da marcação de equipamentos "Ex";
    7.2 Requisitos e programas de inspeção de equipamentos "Ex", determinação de intervalos e frequência de inspeções, inspeção detalhada;
    7.3 Inspeção de equipamentos e circuitos intrinsecamente seguros, invólucros metálicos, fiação e unidades seladoras, aterramento, dispositivos de proteção, luminárias, instrumentos;
    7.4 Documentação para serviços de inspeção detalhada;
    7.5 Listas de verificação por tipos de equipamentos e tipos de proteção "Ex";
    7.6 Documentação dos resultados das inspeções e prontuário das instalações "Ex".

Critério geral de aprovação e obtenção do certificado
O certificado do Curso de Difusão, é emitido oficialmente pelo Universidade de São Paulo, e está condicionado à aprovação do aluno na avaliação, nota mínima de 7.0, com presença superior ou igual a 75%.

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/EPUSP) reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

O desenvolvimento tecnológico viabilizou ao longo das últimas décadas uma série de tipos de proteção “Ex” para equipamentos elétricos, de instrumentação, de automação, de telecomunicações e mecânicos cujas especificações são cuidadosamente regulamentadas por normas técnicas brasileiras adotadas específicas e os equipamentos destinados para ambientes de atmosferas explosivas, isto é, ambientes onde estão presentes gases inflamáveis ou poeiras combustíveis. Refinarias de petróleo, plataformas marítimas de produção de petróleo offshore, minas subterrâneas de carvão, navios petroleiros, navios do tipo FPSO (Floating Production, Storage and Offloading), indústria sucroalcooleira, silos de armazenamento de grãos, indústria farmacêutica, indústria petroquímica e instalações portuárias são exemplos de ambientes industriais com atmosferas explosivas.
Sob o ponto de vista da segurança ao longo do ciclo total de vida das instalações em atmosferas explosivas, é destacado neste curso que somente a certificação dos equipamentos elétricos, eletrônicos e mecânicos “Ex” é suficiente garantir a segurança das instalações em atmosferas explosivas bem como das pessoas que nelas trabalham, havendo a necessidade da certificação prioritária das empresas de serviços envolvidas com atividades de projeto, montagem, inspeção, manutenção e reparo de equipamentos, bem como das competências pessoais dos profissionais envolvidos com a execução e supervisão destas atividades.

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/EPUSP) reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

O corpo docente é formado por professores doutores do Departamento de Engenharia de Energia e Automação Elétrica da Escola Politécnica da USP e pelos especialistas convidados.

A coordenação acadêmica está a cargo do Prof. Dr. Carlos Frederico Meschini Almeida

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/EPUSP) reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

Certificação USP


Para que o aluno conquiste o certificado do curso de O ciclo total de vida das instalações em atmosferas explosivas – Síncrono/ao vivo, emitido oficialmente pela Universidade de São Paulo, deverá ser aprovado na disciplina exigida pelo programa do curso, com nota mínima de 7,0 e presença acima ou igual a 75%.

Certificado USP

Processo de inscrição

Para realizar a inscrição e participar do Processo Seletivo o candidato deverá proceder da seguinte forma:

PRÉ-REQUISITOS

Espera-se dos candidatos, sólida formação técnica ou superior, conhecimentos básicos de inglês e experiência profissional.

PAGAMENTO

Efetue o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 150,00 (Cento e cinquenta reais), por meio de boleto bancário, enviado automaticamente para o e-mail cadastrado.

SELEÇÃO

A seleção será feita com base nas informações fornecidas pelo interessado na “Ficha de Inscrição”. Caso o interessado seja aprovado, receberá e-mail do Centro de Apoio ao Aluno, com instruções para efetivar sua matrícula.

Só será possível participar do processo seletivo, após a confirmação do pagamento da taxa de inscrição.

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - PECE/EPUSP reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

Estrutura
de qualidade

Histórias de Sucesso

Torne-se um líder produtivo no mercado.

Logo PECE - Escola Politécnica da USP

PROMOÇÃO "INDIQUE UM ALUNO"


Para incentivo ao estudo e desenvolvimento das atividades de extensão, bem como criar uma oportunidade de benefício e estímulo para os nossos alunos, a Coordenação informa que está vigente a Promoção para bonificação de 1 (uma) mensalidade ao aluno, para cada indicação de candidato que realize matricula em nova edição do referido MBA.

O benefício da bonificação segue às seguintes condições:

  1. O aluno deverá solicitar ao candidato que coloque, expressamente, o seu nome completo, como indicante, no campo “Pesquisa - Outros” na Ficha de Inscrição;
  2. O crédito de bonificação ocorrerá no prazo de 30 (trinta) dias após a efetivação da matrícula do candidato indicado;
  3. Não serão computadas as matrículas canceladas em que o valor da primeira mensalidade tenha sido devolvido pela FUSP ao aluno indicado;
  4. A quantidade de mensalidades abonadas será limitada ao número de mensalidades pendentes do aluno indicante, e não será possível a criação, ou repasse, de nenhum tipo de crédito por indicação superior a esse limite.

Logo PECE - Escola Politécnica da USP

PROMOÇÃO "20%"


Para incentivo ao estudo e desenvolvimento das atividades de extensão, bem como criar uma oportunidade de benefício e estímulo para os nossos alunos, a Coordenação informa que está vigente a Promoção 20% para concessão de desconto, máximo, de 20% (vinte por cento) sobre o valor do curso, não cumulativo com esta ou outras promoções, para aluno e candidato por ele indicado, que se matriculem na mesma turma do curso.

O benefício segue às seguintes condições:

  1. O aluno deverá solicitar ao candidato que coloque, expressamente, o seu nome completo, como indicante, no campo “Pesquisa - Outros” na Ficha de Inscrição;
  2. A concessão do benefício de desconto de 20% ocorrerá no prazo de 30 (trinta) dias após a efetivação das matrículas de ambos os alunos, indicante e indicado;
  3. No ato da matrícula, ambos pagarão a primeira parcela do curso no valor nominal sem desconto. O valor correspondente ao desconto dessa primeira parcela será compensado na segunda parcela mensal;
  4. O benefício da Promoção 20% não se efetivará para nenhum dos beneficiários, se o valor da primeira parcela tenha sido devolvido pela FUSP a quaisquer destes beneficiários por cancelamento de matrícula.