Engenharia de Segurança do Trabalho - pecepoli

TENHO INTERESSE - Especialização
Engenharia de Segurança do Trabalho

Pacman


Dúvidas?
Para maiores informações, por favor, entrar em contato com a nossa Central de Apoio ao Aluno:
Atendimento online: de segunda-feira à sexta-feira, das 08h30 às 20h00.
E-mail: atendimento@pecepoli.com.br

Especialização

Engenharia de Segurança do Trabalho

Um curso presencial que visa formar profissionais especializados para atuarem nas áreas de segurança e higiene do trabalho com foco em prevenção, protegendo os trabalhadores e em todas as instâncias de suas atividades.

• Campus
PECE/POLI/USP
• Carga Horária Total
694h
• Duração
30 meses
• Terças, Quartas e Quintas-feiras
19h30 - 22h30
• Turma
2023
• Início das aulas
a definir

Conteúdo

Estrutura Curricular

Este curso está estruturado conforme definido pela Lei Federal nº 7.410 de 27/11/1985, pelo Decreto Federal nº 92.530, de 09/04/1986; e pelo Parecer CFE MEC nº 19, de 27/01/1987 .

A instalação e funcionamento deste curso obedecem ao que dispõe a Resolução CFE/MEC nº 14/77, particularmente seu artigo 7º.

Este curso tem a duração total de 634 (seiscentas e trinta e quatro) horas, das quais, mais 60 (sessenta) horas se referem a atividades práticas em classe, ou, de laboratório, com demonstrações e manuseio  de instrumentos, utilizarão instalações e equipamentos do Laboratório de Controle Ambiental, Higiene e Segurança do Trabalho na Mineração – LACASEMIN do Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo da EPUSP.

A grade de disciplinas a seguir apresentada, deverá ser concluída no período estabelecido pelo Termo do Aluno, e deverá cumprir cronograma financeiro sugerido no ato da matrícula. Qualquer mudança na grade acadêmica implicará em mudanças no cronograma financeiro.

Duração
O prazo máximo para a conclusão do curso é de dois anos e meio (30 meses).

Disciplinas

1. A evolução da engenharia de segurança do trabalho.

2. Aspectos econômicos, políticos e sociais.

3. A história do prevencionismo.

4. Entidades públicas e privadas.

5. A engenharia de segurança do trabalho no contexto capital-trabalho.

6. O papel e as responsabilidades do engenheiro de segurança do trabalho. Responsabilidade civil e criminal.

7. Acidentes: conceituação e classificação.

8. Causas de acidentes: fator pessoal de insegurança, ato inseguro, condição ambiente insegura.

9. Conseqüências de acidentes. Lesões e prejuízos materiais.

10. Agente do acidente e fonte de lesão.

11. Riscos das principais atividades laborais.

12. Exemplos e discussões de casos.

1. Legislação.

1.1. Conceituação básica: Constituição, Lei, Decreto, Portaria.

1.2. Hierarquia: legislação federal, estadual, municipal.

1.3. Tipos de legislação: acidentária, previdenciária, sindical.

1.4. Consolidação das leis de trabalho.

1.5. Trabalho da mulher e do menor.

1.6. Atribuições profissionais: engenheiro de segurança do trabalho, técnico de segurança do trabalho.

1.7. Responsabilidades profissionais: trabalhista, civil, criminal. A co-responsabilidade.

1.8. Portaria normativas e outros dispositivos legais.

1.9. Embargo e interdição.

1.10. A Organização Mundial do Trabalho (OIT). Convenções e recomendações.

2. Normas Técnicas.

2.1. Normas nacionais, estrangeiras e internacionais.

2.2. Técnicas de preparos de normas, instruções e ordens de serviço.

2.3. Importância das normas técnicas internas para a engenharia de segurança do trabalho.

3. CIPA e SESMET. 4. Mapas de risco. Exemplos de aplicação.

1. Conceitos básicos. Classificação e reconhecimento de riscos.

2. Agentes físicos: tipos, classificações.

1. Conceitos básicos. Importância da engenharia de segurança do trabalho na proteção contra incêndios.

2. Físico-química do fogo.

3. Técnicas de inspeção. Análise de causas de incêndios e explosões. Inspeções oficiais: órgãos públicos e seguradora.

4. Incêndios e explosões na área de transporte: veículos, metrô, aeronaves e embarcações.

5. Incêndios e explosões na área de processos: em indústrias químicas, mineração e metalurgia.

6. Planos de evacuação; planos de ação mútua e comunitária.

7. Legislação e normas técnicas relativas à proteção contra incêndios e explosões.

8. Laboratórios de ensaios no Brasil.

9. Proteções especiais contra incêndio.

10. Agentes extintores. Sistemas fixos e móveis de combate à incêndio. Rede de hidrantes.

11. Explosivos: conceituação e tipos. Caracterização e identificação.

12. Estocagem e transporte de explosivos. Usos e disposição final.

13. Misturas explosivas: gases, poeiras. Triângulo de explosividade. Reconhecimento e avaliação.

14. Técnicas de controle de explosões.

1. Agentes físicos: tipos, classificações.

2. Ruído: conceitos gerais e ocorrência. Física do som. Parâmetro de medição. Critérios de avaliação. Instrumentação e técnicas de medição. Medidas de controle e mitigação. Exemplos e laboratório de análise de medidas e controle.

3. Vibrações: conceitos gerais e ocorrência. Física da vibrações do corpo humano. Vibrações de corpo inteiro e segmental. Parâmetro de medida. Critérios de medição, instrumentação e técnicas de medida. Medida de controle. Análise de medidas de controle.

4. Trabalhos práticos de controle de ruído e vibrações.

5. Radiação ionizante: definição, ocorrência, classificação. Critérios de avaliação. Instrumentação e técnicas de medição. Medidas de controle.

6. Radiação não ionizante: definição e classificações. A) rádio frequência: classificação, instrumentação e técnicas de medição, critérios de avaliação, medidas de controle. B) radiação infravermelho: definições, ocorrência, técnicas de medição, critérios de avaliação, medidas de controle.

7. Radiação ultravioleta: conceitos, ocorrência, classificação, técnicas de medição, critérios de avaliação e medidas de controle.

8. Laser e maser: definições, ocorrência, classificação. Técnicas de medição, critérios de avaliação, medidas de controle.

9. Conforto termocorporal: conceitos gerais e ocorrência. Parâmetro influentes e psicrimetria. Transmissão de calor. Sobrecarga térmica e esforço termocorporal. Critérios de avaliação. Instrumentação. Medidas de controle. Laboratório de técnicas de medição e avaliação e controle. Temperaturas baixas: efeitos, avaliação e controle.

10. Trabalhos práticos de sobrecarga térmica e temperatura baixas.

11. Iluminação: conceitos gerais, relação com produtividade e acidentes. Parâmetros de quantificação: iluminância, luminância, refletância. Instrumentação e técnicas de medição. Fatores interferentes em projetos de iluminação. Análise de projetos de iluminação. Iluminação especial, efeitos estroboscópicos. Critérios e normas legais. Iluminação especial.

12. Pressões elevadas e baixas: conceitos básicos, ocorrência, avaliação, medidas de controle.

13. Agentes químicos: conceituação, classificação. Limites de tolerância e técnicas de reconhecimento.

14. Contaminantes líquidos: classificação, ocorrência, amostragem, avaliação.

15. Estudos de casos específicos. Instrumentação para avaliação de contaminantes sólidos, líquidos e gasosos.

16. Exemplos de Trabalhos práticos de controle de agentes químicos.

17. Substâncias perigosas e agressivas.

18. Definições e riscos.

19. Manuseio, transporte e armazenagem.

1. Produtos de combustão e seus efeitos.

2. Programas de proteção contra incêndio. Análise de processos industriais no contexto de incêndio.

3. Proteção estrutura. Identificação, seleção e análise de materiais. Avaliação carga-incêndio.

4. Proteções especiais contra incêndio.

5. Sistemas de alarme e detecção.

6. Equipes de combate à incêndios. Técnicas de salvamento e noções de salvatagem.

7. Explosivos: conceituação e tipos. Caracterização e identificação. 8. Técnicas de controle de explosões.

1. Contaminantes sólidos: classificação, ocorrência, amostragem, avaliação.

2. Contaminação gasosos: classificação, ocorrência, amostragem, avaliação.

3. Medidas de controle coletivo para contaminantes químicos.

4. Medidas de controle individual para contaminantes químicos.

5. Instrumentação de aferição e determinação de vazão de avaliação.

6. Ventilação aplicada à engenharia de segurança do trabalho

7. Conceitos e definições. Tipos de ventilação.

8. Ventilação geral diluidora: 29. requisitos para conforto térmico, gases e poeiras. Ventiladores: tipos, características. Ventilação natural.

9. Ventilação local exaustora: localização e características. Sistema de ventilação e dutos. Controle de contaminantes.

10. Exemplos e trabalhos práticos de ventilação.

11. Avaliação de sistemas de ventilação.

12. Instrumentação básica: pressão estática, velocidade de fluxo.

Aulas práticas de laboratório e campo sobre:

Gases e vapores.

Iluminação.

Ruído.

Vibrações.

Calor.

Conforto térmico.

Sistemas de ventilação industrial e laboratorial.

RI- Radônio.

1. Conceitos básicos e importância.

2. Bombas e motores.

3. Máquinas de guindar e transportar.

4. Fornos.

5. Compressores.

6. Ferramentas manuais e ferramentas motorizadas.

7. Máquinas e equipamentos pneumáticos.

8. Equipamentos de processos industriais.

9. Transporte, armazenagem e manuseio de materiais.

10. Tanques silos e tubulações.

11. Cor, sinalização e rotulagem.

12. Sistemas de proteção coletiva.

13. Projeto de proteção de máquinas.

14. Arranjo físico e localização industrial.

15. Área de utilidade.

16. Edificações: construção, reforma, demolição e implosão.

17. Estruturas e superfícies de trabalho.

18. Manutenção: preventiva, corretiva.

19. Dispositivos e equipamentos elétricos.

20. Aspectos de uso de eletricidade: cabinas de transformação, aterramento e pára-raios.

21. Eletricidade estática. Instalações elétricas provisórias. Ambientes especiais.

22. Legislação e normas quanto a choques elétricos. Proteção quanto a choques.

1. Princípios da administração. Conceitos e definições.

2. Programa de engenharia de segurança do trabalho.

3. Organização dos serviços especializados de engenharia de segurança do trabalho.

4. Inter-relacionamento da engenharia de segurança do trabalho com as demais áreas da empresa.

5. Aspectos éticos da engenharia de segurança do trabalho.

6. Informática aplicada à engenharia de segurança do trabalho.

7. Relações custo-benefício.

8. Elaboração orçamentária de programa de engenharia de segurança do trabalho.

9. Entidades voltadas à prevenção de acidentes: nacionais, estrangeiras e internacionais.

1. Conceituação e importância. Medicina do trabalho: atribuições e relação com a engenharia de segurança do trabalho.

2. Doenças do trabalho:

2.1. Relação entre agentes ambientais e doenças do trabalho.

2.2. Influência das doenças do trabalho na produtividade e bem estar do trabalhador.

2.3. Estudo das doenças do trabalho: causas (físicas, químicas, biológicas), doenças na indústria e no meio rural; aspectos epidemiológicos.

3. Toxicologia

3.1. Agentes tóxicos,

3.2. Vias de penetração. Eliminação de tóxicos orgânicos.

3.3. Mecanismos de proteção do organismo.

3.4. Absorção e metabilismo. Formas de desintoxicação.

3.5. Sistemas enzimáticos.

3.6. Limites de tolerância biológicos.

3.7. Métodos de investigação toxicológicos.

4. Primeiros socorros

4.1. Noções de fisiologia aplicada e primeiros socorros.

4.2. Pronto socorrismo (leigos) e socorro de urgência (profissionais).

4.3. Materiais de primeiros socorros.

4.4. Feridas, queimaduras, hemorragias.

4.5. Fraturas, torções, luxações.

4.6. Corpos estranhos nos olhos, nariz e garganta.

4.7. Intoxicação e envenamento.

4.8. Parada cardíaca e parada respiratória, respiração artificial, massagem cardíaca.

4.9. Estados de inconsciência.

4.10. Transporte de acidentados.

4.11. Equipes de primeiros socorros.

1. Veículos industriais.

2. Vasos sob pressão e caldeiras.

3. Soldagem e corte.

4. Cor, sinalização e rotulagem.

5. Equipamentos de proteção individual (EPI's)

6. Estruturas e superfícies de trabalho.

7. Manutenção: preventiva, corretiva.

1. Noções de psicologia.

2. Características de personalidade.

3. Aspectos psicológicos do trabalho e do acidente.

4. Aspectos psicológicos da seleção de pessoal.

5. Importância de treinamento na engenharia de segurança do trabalho.

6. O papel do engenheiro de segurança do trabalho na educação prevencionista.

7. Requisitos de aptidão.

8. Aspectos comportamentais associados ao uso de equipamentos de proteção individual.

9. A ação sindical. A atuação do engenheiro de segurança do trabalho na relação capital-trabalho.

10. Técnicas de comunicação. Elaboração de relatórios técnicos.

11. Desenvolvimento organizacional.

12. Relações humanas; Dinâmica de grupo.

13. Comissões de segurança de trabalho.

14. Segurança integrada.

1. Conceitos básicos e definições.

2. Noções de fisiologia do trabalho.

3. Relações entre acidentes, idade, fadiga e vigilância.

4. Aplicação de forças e esforços localizados.

5. Antropometria.

6. Dimensionamento de postos de trabalho.

7. Limitações sensoriais.

8. Dispositivos de controle e dispositivos de informações.

9. Sistemas homem-máquina.

10. Trabalho em turno.

1. Importância da preservação do meio ambiente.

2. Conceitos e definições. Programas de conservação do meio ambiente.

3. Estudos de proteção do meio ambiente. Sistemática a ser seguida.

4. Aspectos legais. Órgãos institucionais, regimentadores e fiscalizadores.

5. Critérios e técnicas de avaliação e controle de poluentes.

6. Qualidade das águas. Processos expeditos de purificação.

7. Saneamento: conceitos e serviços básicos. Casos emergências.

8. Resíduos industriais: tipos, disposição, controles.

9. Critérios e técnicas de avaliação e controle de poluentes.

10. Qualidade das águas. Processos expeditos de purificação.

11. Saneamento: conceitos e serviços básicos. Casos emergências.

12. Resíduos industriais: tipos, disposição, controles.

1. A natureza dos riscos empresariais. Riscos puros e riscos especulativos.

2. Risco: conceituação e evolução histórica.

3. Segurança de sistemas. A engenharia de segurança de sistemas.

4. Sistemas e subsistemas. A empresa como sistema.

5. Responsabilidade pelo produto. Segurança e qualidade.

6. Identificação de riscos. Inspeção de segurança.

7. Investigação de acidentes. Análise de acidentes. Técnicas para incidentes críticos.

8. Fundamentos matemáticos: probabilidades, confiabilidade, álgebra boolena.

9. Avaliação de riscos: risco, probabilidade e severidade. Previsão de perdas por estatística. Valor esperado.

10. Análise de riscos: análise preliminar de riscos (APR), análise de modos de falhas e efeitos (AMFE), análise árvores de falhas (AAF), série de riscos.

11. Avaliação de perdas de um sistema.

12. Custo de acidentes.

13. Prevenção e controle de perdas. Controle de danos. Controle total de perdas.

14. Programas de prevenção e controle de perdas.

15. Planos de emergência.

16. Retenção de riscos. Auto adoção de riscos. Auto-seguro.

17. Noções de seguro. Administração de seguro.

18. Transferência de riscos.

19. Exemplos e modelos de programa de gerenciamento de riscos.

1. Qualidade do ar. Técnicas de controle.

2. Qualidade do solo. Preservação do solo.

3. Qualidade do ar. Técnicas de controle.

Disciplina complementar.
Introdução a qualidade
Ferramentas da qualidade
Relações entre qualidade, higiene segurança
Estudos comparativos entre higiene, segurança e parâmetros de qualidade
Aplicações das ferramentas da qualidade aos campos da higiene e segurança

Critério Geral de Aprovação e obtenção de certificado USP

Para ser considerado aprovado no Curso “Engenharia de Segurança do Trabalho”, e ter direito ao respectivo Certificado de Conclusão, o participante deverá satisfazer todos os seguintes requisitos:

  • ter frequência igual ou superior a 75% (setenta e cinco por cento) em cada uma das disciplinas e atividades;
  • obter nota final igual ou superior a 7,0 (sete) em cada uma das disciplinas cursadas. A avaliação em cada disciplina será feita de acordo com o critério previamente estabelecido em cada uma delas, envolvendo provas, trabalhos, etc.;
  • ter se inscrito e realizado na atividade Monografia devendo obter nota final igual ou superior a 7,0 (sete), em avaliação realizada por banca examinadora.

Período de realização

O aluno deverá realizar e concluir o curso conforme cronograma de atividades e disciplinas disponibilizadas em cada ciclo do PECE e cumprir o cronograma financeiro aceito no ato da matrícula com a assinatura do Termo de Compromisso.

Oferecimento e realização das disciplinas

As disciplinas serão oferecidas nos ciclos do PECE, a critério deste.

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/EPUSP) reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

Engenharia de Segurança do Trabalho – Presencial

A Engenharia de Segurança do Trabalho tem se tornando uma das principais preocupações da sociedade moderna, ao lado da gestão e do controle ambiental.

A prevenção de acidentes de todo tipo é parâmetro importante em qualquer projeto ou empreendimento, envolvendo a redução dos altos custos humanos e materiais, e conseqüente melhoria das condições sociais.

Conforme disposição legal, as empresas devem ter em seus quadros, profissionais de engenharia, arquitetura, geologia ou agronomia, especializados em engenharia de segurança e higiene do trabalho.

O nosso curso de ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO, realizado na modalidade presencial desde 1996, tem exatamente o objetivo de tornar tais profissionais especializados para atuarem nas áreas de segurança e higiene do trabalho, num contexto prevencionista e de proteção do trabalhador em todas as instâncias de sua atividade ocupacional e nas diversas etapas dos setores de produção e de bens e serviços.

Outros objetivos que merecem destaque são: desenvolvimento de raciocínio e senso crítico, intercâmbio de experiências e soluções de casos reais, fornecimento de instrumental prático que permita aos participantes realmente contribuir nos serviços de saúde e segurança do trabalho de suas empresas.

Destacamos que o CREA/SP tem apoiado este curso, existindo nesse sentido uma cooperação com a Escola Politécnica da USP, através do seu Programa de Educação Continuada – PECE.

Dentro deste âmbito, os alunos regularmente aprovados neste curso podem requerer e receber do CREA/SP a atribuição profissional de Engenheiro de Segurança do Trabalho.

O aluno regularmente matriculado neste curso recebe pela plataforma de gerenciamento, apostilas em PDF referentes a cada uma das disciplinas.

Objetivo

O objetivo é formar profissionais especializados para atuarem nas áreas de segurança e higiene do trabalho, num contexto prevencionista e de proteção do trabalhador em todas as instâncias de sua atividade ocupacional e nas diversas etapas dos setores de produção e de bens e serviços. Outros objetivos que merecem destaque são: desenvolvimento de raciocínio e senso crítico, intercâmbio de experiências e soluções de casos reais, fornecimento de instrumental prático que permita aos participantes realmente contribuir nos serviços de saúde e segurança do trabalho de suas empresas.

Público-Alvo

Este curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho, modalidade presencial, destina-se a engenheiros, arquitetos, agrônomos e geólogos, conforme Lei Federal nº 7.410 de 27/11/1985, Decreto Federal nº 92.530 de 09/04/1986.

Local & horário realização do curso

As aulas serão realizadas na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, às terças-feiras, quartas-feiras e quintas-feiras das 19:30 às 22:30.

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/EPUSP) reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

Coordenado pelo Prof. Dr. Sérgio Médici de Eston, o curso reúne, em seu corpo docente, professores da Escola Politécnica e especialistas convidados, entre eles:

• Adherbal Caminada Netto
• Alessandra Isabella Sampaio Martins
• Alexandre Demetrius Pereira
• Antonio Vladimir Vieira
• Diego Diegues Francisca
• Eduardo Costa Sá
• Eduardo Silverio de Oliveira
• Felipe Baffi de Carvalho
• Flora Maria Gomide Vezza
• Francisco Kulcsar Neto
• Jairton Cavalcante Bastos
• Jefferson Benedito Pires de Freitas
• João José Barrico de Souza
• José Damásio de Aquino
• José Possebon
• Leonidas Ramos Pandaggis
• Maria José Fernandes Gimenes
• Maria Renata Machado Stellin
• Neli Pires Magnanelli
• Renata Juliana Lemos Marinho
• Ricardo da Costa Serrano
• Ricardo Jorge Metzner
• Robson Spinelli Gomes
• Rodolfo Molinari
• Rosana Lazzarini
• Rosaria Ono
• Sergio Colacioppo
• Sergio Medici de Eston

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/EPUSP) reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

O investimento deste curso:

Valor total de R$  a definir.

Pagamento à vista tem 5% de desconto.

Para maiores informações, por favor, entrar em contato com a nossa Central de Apoio ao Aluno:
Atendimento online:  de segunda-feira à sexta-feira, das 08h30 às 20h00.
E-mail: atendimento@pecepoli.com.br.

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/EPUSP) reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

Processo seletivo
1. O interessado em participar do Processo Seletivo deste curso deverá proceder da seguinte forma:
a) Preencher a Ficha de Inscrição;
b) Efetuar o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais), através de boleto bancário. O boleto bancário será enviado automaticamente para sua caixa postal logo após o preenchimento e envio da ficha de inscrição. O valor da taxa será abatido na 2ª parcela do Curso.
2. Seleção:
A seleção será feita com base nas informações fornecidas pelo interessado na “Ficha de Inscrição”.
Caso o interessado seja aprovado, receberá e-mail do Centro de Apoio ao Aluno, com instruções para efetivar sua matrícula.
Lembrando que, a participação no processo seletivo só será possível com a confirmação do pagamento da taxa de inscrição.

Público-Alvo
Este curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho, modalidade presencial, destina-se a engenheiros, arquitetos, agrônomos e geólogos, conforme Lei Federal nº 7.410 de 27/11/1985, Decreto Federal nº 92.530 de 09/04/1986.

Datas de inscrição e matrícula
Inscrições: a definir
Entrevista: não há.
Resultado: por e-mail ou telefone.
Matrículas: a definir
Início das Aulas: a definir

Matrícula no curso
Para matricular-se neste curso o interessado deve ter sido aprovado no respectivo Processo Seletivo.
O inscrito que for aprovado no Processo Seletivo, deverá nos apresentar no ato da matrícula, uma cópia simples (que será retida ) e original dos seguintes documentos:
a) CPF;
b) RG;
c) Diploma do curso superior;
d) Comprovante de residência;
e) 01 foto 3X4 recente;
f) Termo de compromisso de pagamento das parcelas financeiras referentes ao valor de investimento do curso.

A efetivação da sua matrícula deverá ser devidamente confirmada pelo Centro de Apoio ao Aluno.
A matrícula somente será considerada efetuada mediante o nosso recebimento de todos os documentos necessários acima mencionados.

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/EPUSP) reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

Certificação USP


Para que o aluno conquiste o certificado do curso de Engenharia de Segurança do Trabalho, emitido oficialmente pela Universidade de São Paulo, deverá ser aprovado em todas as disciplinas do curso, com nota mínima de 7,0 e presença acima ou igual a 75%, assim como a aprovação da sua monografia pela banca examinadora.

Certificado USP

Processo de inscrição

Para realizar a inscrição e participar do Processo Seletivo o candidato deverá proceder da seguinte forma:

PRÉ-REQUESITOS

Espera-se dos candidatos, sólida formação superior, conhecimentos básicos de inglês e experiência profissional.

PAGAMENTO

Efetue o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 150,00 (Cento e cinquenta reais), por meio de boleto bancário, enviado automaticamente para o e-mail cadastrado.

O valor da taxa será abatido na 2ª parcela do curso. Caso o candidato não seja aprovado, esse valor não será devolvido.

SELEÇÃO

A seleção será feita com base nas informações fornecidas pelo interessado na “Ficha de Inscrição”. Caso o interessado seja aprovado, receberá e-mail do Centro de Apoio ao Aluno, com instruções para efetivar sua matrícula.

Só será possível participar do processo seletivo, após a confirmação do pagamento da taxa de inscrição.

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - PECE/EPUSP reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

Estrutura
de qualidade

Histórias de Sucesso

Torne-se um líder produtivo no mercado.