Tecnologia Metroviária - pecepoli

TENHO INTERESSE - Especialização
Tecnologia Metroviária

Pacman


Dúvidas?
Para maiores informações, por favor, entrar em contato com a nossa Central de Apoio ao Aluno:
Atendimento online: de segunda-feira à sexta-feira, das 08h30 às 20h00.
E-mail: atendimento@pecepoli.com.br

Especialização

Tecnologia Metroviária

O curso fornece o conhecimento multidisciplinar que a moderna tecnologia na tração elétrica atual exige para que cada etapa do serviço seja efetuada com completa capacidade técnica.

• Campus
PECE/POLI/USP
• Carga Horária Total
510h
• Duração
36 meses
• Quintas-feiras
19:30 - 22:30
• Sextas-feiras
14:00 - 18:30

Conteúdo

Estrutura Curricular
O curso tem duração máxima de três anos, correspondendo a um conjunto de 15 (quinze) disciplinas que totaliza 450 horas-aula, além da redação e da apresentação da monografia.
Dessa forma, foi concebido um programa de especialização em tecnologia metro-ferroviária, que contempla as seguintes disciplinas:

Duração:
O prazo máximo para a conclusão do curso é de três anos (36 meses), sendo o ano letivo composto por quatro ciclos, cada um com cerca de dois meses e meio de duração.

Disciplinas

1 - Conceitos básicos: Revisão de conceitos de eletromagnetismo - Fluxo magnético e força magnetomotriz - Intensidade de campo magnético e densidade de fluxo - Materiais magnéticos - Permeabilidade e relutância - Circuitos magnéticos - Princípios da conversão eletromecânica de energia - Interações eletromagnéticas básicas;
2 - Geradores Elétricos Clássicos - Máquinas Síncronas: Aspectos construtivos das máquinas síncronas - Princípio de funcionamento dos geradores e energia elétrica - Geração de tensão e freqüência - Formação do sistema trifásico de tensões - Características de operação em vazio -  Operação em carga dos geradores: operação isolada e operação em paralelo no sistema elétrico - Fluxo de potências ativas e reativas - Aspectos gerais da operação e manutenção das máquinas síncronas - Curvas de capabilidade da máquina síncrona - Geradores de imãs permanentes;
3 - Motores e Geradores Assíncronos: Motores de corrente alternada assíncronos: construção, funcionamento e características - Métodos de partida e variação de velocidade dos motores elétricos de indução - Métodos de resfriamento usuais de máquinas elétricas - Proteções principais dos motores - Aspectos gerais da operação e manutenção dos motores elétricos de indução - Operação da máquina de indução em freqüência variável - Modos de operação da máquina assíncrona - Operação como gerador de indução - Geração assíncrona isolada e ligada ao sistema elétrico - Geradores com rotor em curto-circuito - Geradores de indução com recuperação da potência de escorregamento;
4 - Redes Inteligentes e Geração Distribuída: Cadeia de |energia Elétrica, Evolução Histórica das Redes de Energia Elétrica, Redes Inteligentes, Conceitos, Aplicações e Funções, Medição Inteligente, Tarifação, Projetos Pilotos e Exemplos, Tecnologias de TIC, Perdas nas Redes Elétricas, Veículos Elétricos, Armazenamento de Energia, Geração Distribuída, Regulamentação, Pesquisas e Grupos de Trabalho.

Planejamento estratégico: a definição estrutural dos sistemas de transportes metropolitanos;

Caracterização da demanda: principais métodos de levantamento de informações sobre a demanda de passageiros no transporte ferroviário urbano;

Atributos de qualidade de serviço no transporte ferroviário;

Funções de custo generalizado para o usuário;Caracterização da oferta: variáveis de decisão no planejamento, projeto e programação da operação de sistemas ferroviários metropolitanos;

Relações entre variáveis de oferta e os atributos de qualidade de serviço.

Conceitos básicos do eletromagnetismo;

Introdução à conversão eletromecânica de energia;

Máquinas de Corrente Contínua: Aspectos construtivos, tipos de excitação, tipos de acionamentos (clássicos e eletrônico);

Máquinas de Corrente alternada: Aspectos Construtivos;

Circuitos equivalentes;

Acionamento por inversores;

Princípios de controle escalar e vetorial.

Conceitos básicos da dinâmica da tração ferroviária;

Ciclo de tração;

Esforços resistentes ao movimento do trem (normais e acidentais);Aderência;

Simulação no tempo e no espaço;

Avaliação dos esforços mecânicos envolvidos;

Introdução à simulação da marcha do trem;

Influência do tipo de motor elétrico utilizado.

Conceitos básicos do acionamento;

Curvas características dos motores;

Análise dinâmica do motor CC;

Conversores AC/DC;

Choppers;

Componentes do Choppers;

IGBT/MOSFET;

Modelamento motor + chopper.

Apresentação dos conceitos básicos de organização e arquitetura de computadores Microprocessadores e Microcontroladores UCP - Unidade Central de Processamento Memória Entrada e Saída Exemplo de Microprocessador/Microcontrolador de 8 / 16 bits Arquitetura Conjunto de Instruções Programação Ambiente de desenvolvimento: Montador, Ligador, Sistema Operacional Exemplos de Periféricos de Entrada e Saída Exemplos de Aplicação na área Metro-Ferroviária

Estruturas Mecânicas I.Análise de vibrações.

Suspensões de veículos metro-ferroviáriostransmissões mecânicas.

Determinação da velocidade;

Determinação do tempo e espaço percorrido;

Determinação da corrente;

Determinação do consumo;

Simulação do sistema elétrico associado à simulação de marcha da composição, contemplando do "headway" especificado;

Simulação no tempo e no espaço. 

Sistemas de produção e de serviços. Sistemas de serviços de transporte.

Fluxos num sistemas de serviços de transporte.

Gestão de um sistemas de serviços de transporte.

Hierarquia de decisões.

Cadeia de valor num sistema de serviços e qualidade de serviços.

Estratégia competitiva, estratégia de operações e qualidade de serviços.

Alinhamento estratégico.

Planejamento e programação de operações num sistemas de serviços de transporte: objetivos, tipo de decisões e fluxo de informações.

Conceito de planejamento, hierarquia de planejamento, dinâmica dos processos de decisão, funções de apontamento e controle.

Sistema de Gestão da Qualidade.

Previsão de demanda de serviços de transporte.

Planejamento de operações de transporte: variáveis de decisão, objetivos e medidas de desempenho.

Modelos de planejamento de serviços de transporte.

Programação de operações de transporte: variáveis de decisão, objetivos e medidas de desempenho.

Modelos de programação de serviços de transporte.

Planejamento e Programação de Projetos.

Introdução - Conceitos Gerais.

Fontes, vítimas e mecanismos de acoplamento;

Considerações técnico-econômicas;

Considerações gerais sobre efeitos biológicos;

Normas relacionadas à compatibilidade eletromagnética;

Modelos de emissão e susceptibilidade conduzida e irradiada;

Análise de transientes (EFT), surtos e harmônicos;

Descargas eletrostáticas;

Descargas atmosféricas;

Valores típicos de emissão e susceptibilidade;

Considerações sobre blindagens, aterramentos, filtros e dispositivos de proteção;

Avaliação do comportamento de sistemas, equipamentos e componentes face a interferências eletromagnéticas;

Recomendações de projeto e técnicas de proteção.

Conceito moderno de manutenção: manutenção como função estratégica, redução da demanda de serviços de manutenção, trabalho em equipe, política e diretrizes da manutenção, tomada de decisão em manutenção.

Caracterização das Práticas básicas de manutenção: corretiva, preventiva e preditiva.

Introdução ao conceito de confiabilidade: definições, ensaios e análise de resultados; efeito da aplicação das práticas básicas de manutenção na confiabilidade de equipamentos eletro-mecânicos; conceituação de mantenabilidade; conceituação de disponibilidade, efeito da presença de elementos redundantes sobre a disponibilidade. Manutenção Classe Mundial: aplicação da Manutenção Centrada em Confiabilidade (MCC) para seleção de políticas de manutenção de equipamentos eletro-mecânicos utilizados em veículos metro-ferroviários: introdução, conceitos básicos, diagramas de decisão, vantagens e desvantagens.

Elaboração do planejamento da manutenção: coleta de dados sobre falhas e tempo de parada de equipamentos, definição dos intervalos de intervenção e/ou formas de monitoração, alocação de tarefas e mão-de-obra (diagramas PERT - CPM e gráficos de GANTT), alocação de sobressalentes, elaboração de relatório das intervenções.

Controle da Manutenção: o ciclo PDCA (plan, do, check, action) aplicado ao controle da manutenção, seleção e/ou elaboração de padrões (técnicos e gerenciais) de manutenção, especificidade do planejamento da manutenção preditiva, gerenciamento de recursos.

Terceirização das atividades de Manutenção.

Tribologia do Contato Roda/Via TrafegávelVia permanenteSistemas de freios Sistemas hidráulicos e pneumáticos Sistema de ar condicionado.

Apresentação dos conceitos fundamentais da sinalização metro-ferroviária, contemplando seus aspectos históricos e atuais.

Conceitos básicos de sinalização metro-ferroviária. Estudo das funções envolvidas em um sistema de sinalização e a evolução dos tipos de implementação ao longo da evolução tecnológica.

Componentes físicos envolvidos na sinalização metro-ferroviária (trilhos, máquinas de chave, sinais, etc.) A questão da segurança na sinalização metro-ferroviária.

Principais funções de intertravamento.

Aspectos operacionais.

Normas AAR, RAMS (EN 50126), ENV 50129, EN50128.

Estudo dos aspectos básicos de um Plano de Sinalização de Vias (PVS). Software e Hardware para Sistemas de Sinalização Metro-Ferroviários com exemplos práticos.

Estudos da avaliação qualitativa dos aspectos envolvidos com confiabilidade, manutenção e segurança ("safety") em Sistemas Metro Ferroviários.Levantamento de métodos e ferramentas a serem utilizadas nas avaliações qualitativas e quantitativas.

Conhecer a relação dos aspectos de confiabilidade, manutenção e segurança ("safety") com as normas internacionais existentes, tais como IEC 61508, EM 50128, EN 50126, entre outras.

Estudos diversos tipos de implementação visando obter maior índice de segurança e confiabilidade.

Conceitos de análise de riscos e análise de perigo.

Análise perigo: Técnicas HAZOP - Análise de Operação e Perigo, Árvore de Falhas, redes de Petri, Diagrama de Transição de Estados, Análise de Completeza de Especificações.

Conceitos básicos e classificação de processos;

Histórico de automação de processos;

Supervisão e controle de processos;

Características e requisitos de sistema de automação: estrutura hierarquizada, arquitetura distribuída,sistemas abertos;

Objetivos e histórico da Engenharia de Software;

Modelos do processo de desenvolvimento de software: principais modelos de ciclo de vida.Fases, atividades e produtos gerados;

Fase de análise de requisitos de sistema;

Fase de análise de requisitos de software;

Fase de projeto;

Fase de implementação;

Fase de testes;

Aquisição de software;

Garantia da qualidade (GQ) de Software: qualidade do produto e do processo, atividades relacionadas com qualidade de software.

1. INTRODUÇÃO:

1.1. Estrutura de Uma Rede

1.2. Comunicação em Rede

1.3. Organizando Tudo: Modelo em Camadas

1.4. O Modelo OSI e a Arquitetura TCP/IP.

2.COMUNICAÇÃO DE DADOS:

2.1. Conceitos Básicos

2.1.1. Classificação das Redes

2.1.2. Visão Geral dos Meios Físicos de Transmissão

2.2. Redes Locais (LAN) 2.2.1. Ethernet, Fast Ethernet, Gigabit Ethernet

2.2.2. Redes Wireless 2.3. Redes Metropolitanas

2.3.1. DWDM

2.3.2. Metro Ethernet

2.4. Redes de Longa Distância (WAN)

2.4.1. Camada Física: RS-232 e Modems

2.4.2. HDLC - PPP

2.4.3. Frame Relay.

3. INTERCONEXÃO DE REDES:

3.1. A Arquitetura TCP/IP

3.2. Endereçamento

3.3. Resolução de Endereço: ARP/RARP

3.4. O Protocolo IP e o ICMP

3.5. Roteamento

3.6. Introdução a Redes Convergentes

3.7. Protocolos TCP e UDP.

4. APLICAÇÕES:

4.1. Introdução: Modelo Cliente/Servidor

4.2. Aplicações de Suporte: BOOTP, DHCP e DNS

4.3. Correio Eletrônico

4.4. Transferência de Arquivos

4.5. O HTTP e a Web

4.6. VoIP: Telefonia sobre o IP.

5. INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE REDES:

5.1. Motivação

5.2. Arquiteturas de Gerenciamento

5.3. Áreas Funcionais do OSI

5.4. Camadas Funcionais de Gerenciamento

5.5. Gerenciamento Internet: SNMP Componentes da Arquitetura SNMP SMI e MIBs Protocolo de Comunicação SNMP Segurança Limitações RMON1 e RMON2.

6. SEGURANÇA EM REDE:

6.1. Ameaças e Ataques

6.2. Serviços e Mecanismos de Segurança

6.3. Criptografia e Infra-estruturas de Chaves Públicas

6.4. Ferramentas de Segurança: Firewall, Detecção de Intrusão, Scanners de Rede, etc

6.5. Políticas de Segurança.

Critério geral de aprovação:
Para ser considerado aprovado no Curso de Especialização em Tecnologia Metroferroviária, e ter direito ao respectivo Certificado de Conclusão, o participante deverá satisfazer os seguintes requisitos:
a) Obter nota final igual ou superior a 7,0 (sete) em cada uma das disciplinas cursadas. A avaliação em cada disciplina será feita de acordo com o critério previamente estabelecido pelo professor responsável.
b) Ter frequência igual ou superior a 75% em cada disciplina e frequência global no programa de Especialização igual ou superior a 75%.
c) Ter se inscrito nas atividades de Monografia e obter nota final igual ou superior a 7,0 (sete).

Oferecimento e realização das disciplinas:
As disciplinas serão oferecidas nos ciclos do PECE, a critério deste, e serão realizadas desde que haja um número mínimo, estabelecido pelo PECE, de participantes matriculados.

Grade de disciplinas:
A grade selecionada deverá ser concluída no período estabelecido pelo Termo do Aluno, e deverá cumprir cronograma financeiro sugerido no ato da matrícula. Qualquer mudança na grade acadêmica implicará em mudanças no cronograma financeiro.

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/EPUSP) reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

Uma dificuldade que deve ser contemplada em qualquer análise envolvendo a formação de recursos humanos, refere-se a rápida evolução do conhecimento mundial. Para se ter uma idéia da importância deste fato, lembremos que no século XIX, a estimativa para dobrar o conhecimento da humanidade era de 100 anos. Com as descobertas de Maxwell, na segunda metade do século XIX, coincidentemente com o encerramento da guerra civil americana, esta estimativa reduziu-se para 50 anos. Já no século XX, mais precisamente na década de 70, a estimativa para dobrar o conhecimento da humanidade era de 10 anos. Atualmente, no inicio do terceiro milênio, constata-se que o conhecimento é dobrado a cada 18 MESES.
Nota-se, portanto, que se um estudante, recém saído da universidade, não retornar aos bancos escolares num período máximo de 2 anos, estará alijado do mercado de trabalho qualificado, na medida em que seus conhecimentos já estarão há muito superados. Em outra escala, talvez um pouco mais preocupante, ocorre com as empresas que não investiram, com a devida importância, na formação de seus recursos humanos. Pois estas, na sua maioria, perderam competência importante durante este período, havendo portanto a necessidade de investimentos em formação de recursos humanos de longa duração, visando recuperar parte do atraso tecnológico oriundo daquelas ações.
Focalizando agora o desafio da tração elétrica, constata-se atualmente que a necessidade de um transporte público eficiente, adquiriu uma importância sem precedentes no estado atual das grandes metrópoles brasileiras. Não só a necessidade de torná-lo mais eficiente, mas também a necessidade de suprir o direito ao transporte, de forma digna e civilizada, tem reaquecido o mercado da tração elétrica no Brasil, sobretudo em São Paulo, com as obras recentes da CPTM e do Metrô de São Paulo.
A moderna tecnologia aplicada na tração elétrica atual, exige conhecimentos multidisciplinares, para que a sua especificação, gerenciamento da construção, planejamento, avaliação técnico/econômica do projeto, avaliação da segurança, etc.., sejam feitos com critério e a segurança que envolve este alto investimento.

Público Alvo:
O aluno deverá ter formação adequada em Engenharia e/ou Tecnologia Elétrica e Mecânica, adquirida através de um curso de graduação de nível superior relacionado à área. A formação também pode ser complementada através da experiência adquirida no exercício profissional, exigindo-se, neste caso, que o candidato tenha também formação superior e esteja em efetivo exercício na área de tração elétrica.
Em qualquer caso, será exigido que o aluno seja aprovado em processo de seleção, constituído de exame curricular e possível entrevista, visando verificar sua formação e aptidões. Para esse exame curricular, os candidatos deverão apresentar histórico escolar e profissional, bem como documentos especificando as razões de seu interesse pelo programa, e os objetivos de desenvolvimento profissional esperados como resultado do curso.
O curso atende também aos profissionais ligados a fabricantes ou distribuidores de materiais e equipamentos e ligados a órgãos públicos.

Local & Horário realização do curso:
As aulas serão realizadas na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, às Quintas-feiras das 19h30 às 22h30 e Sextas-feiras das 14h00 às 18h30.

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/EPUSP) reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

Os cursos serão organizados e estarão sob responsabilidade dos professores: Prof. Dr. João Batista Camargo Junior e Prof. Dr. Ivan Eduardo Chabu.
O corpo docente é constituído, em sua maioria, por professores da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, com titulação mínima de Doutor em Engenharia.
Face as especificidades do programa, o curso poderá contar também com a colaboração de professores/profissionais externos à Poli e com larga experiência na tecnologia metro-ferroviária.

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/EPUSP) reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

Para maiores informações sobre investimento, por favor entrar em contato com a nossa Central de Apoio ao Aluno:
Telefone: (11) 2998-0000, de segunda-feira à sexta-feira, das 9h00 às 21h.
E-mail: atendimento@pecepoli.com.br

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/EPUSP) reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

Processo seletivo:
1. O interessado em participar do Processo Seletivo deste curso deverá proceder da seguinte forma:
a) Preencher a Ficha de Inscrição;
b) Efetuar o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais), através de boleto bancário. O boleto bancário será enviado automaticamente para sua caixa postal logo após o preenchimento e envio da ficha de inscrição. O valor da taxa será abatido na 2ª parcela do Curso.
2. Seleção:
A seleção será feita com base nas informações fornecidas pelo interessado na “Ficha de Inscrição”.
Caso o interessado seja aprovado, receberá e-mail do Centro de Apoio ao Aluno, com instruções para efetivar sua matrícula.
Lembrando que, a participação no processo seletivo só será possível com a confirmação do pagamento da taxa de inscrição.

Datas de inscrição e matrícula:
Inscrições: até 12/07/2013.
Entrevista: Não há.
Resultado: por e-mail ou telefone.
Matrículas: até 15/07/2013.
Inicio das aulas: 22/08/2013.

Matrícula no curso:
Para matricular-se neste curso o interessado deve ter sido aprovado no respectivo Processo Seletivo.
O inscrito que for aprovado no Processo Seletivo, deverá nos apresentar no ato da matrícula, uma cópia simples (que será retida ) e original dos seguintes documentos:
a) CPF;
b) RG;
c) Diploma do curso superior;
d) Comprovante de residência;
e) 01 foto 3X4 recente;
f) Termo de compromisso de pagamento das parcelas financeiras referentes ao valor de investimento do curso.

A efetivação da sua matrícula deverá ser devidamente confirmada pelo Centro de Apoio ao Aluno.
A matrícula somente será considerada efetuada mediante o nosso recebimento de todos os documentos necessários acima mencionados.

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PECE/EPUSP) reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

Certificação USP


Para que o aluno conquiste o certificado do curso de Tecnologia Metroviária, emitido oficialmente pela Universidade de São Paulo, deverá ser aprovado em todas as disciplinas do curso, com nota mínima de 7,0 e presença acima ou igual a 85%, assim como a aprovação da sua monografia pela banca examinadora.

Certificado USP

Processo de inscrição

Para realizar a inscrição e participar do Processo Seletivo o candidato deverá proceder da seguinte forma:

PRÉ-REQUISITOS

Espera-se dos candidatos, sólida formação superior, conhecimentos básicos de inglês e experiência profissional.

PAGAMENTO

Efetue o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 150,00 (Cento e cinquenta reais), por meio de boleto bancário, enviado automaticamente para o e-mail cadastrado.

O valor da taxa será abatido na 2ª parcela do curso. Caso o candidato não seja aprovado, esse valor não será devolvido.

SELEÇÃO

A seleção será feita com base nas informações fornecidas pelo interessado na “Ficha de Inscrição”. Caso o interessado seja aprovado, receberá e-mail do Centro de Apoio ao Aluno, com instruções para efetivar sua matrícula.

Só será possível participar do processo seletivo, após a confirmação do pagamento da taxa de inscrição.

ATENÇÃO! - O Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - PECE/EPUSP reserva-se o direito de não realizar este curso, ou modificar sua data.

Estrutura
de qualidade

Histórias de Sucesso

Torne-se um líder produtivo no mercado.